Resenha| Os Três Mosqueteiros (Adaptado e Ilustrado)

os_tres_mosqueteiros_1343657067b

Título: Os Três Mosqueteiros

Autor: Alexandre Dumas

Editora: Abril

Série: O Prazer da Leitura – 04

nº de pgs: 247

Sinopse: A história se passa na França de 1620, no reinado de Luís XIII, com o Cardeal Richelieu como sua Eminência parda. Os mosqueteiros do rei, Athos, Porthos, Aramis, e nosso herói D’Artagnan se digladiam com os inimigos da Coroa e da vida: Milady, linda, atraente e mortal; o Cardeal e seus guardas; e o excesso de vinho.
Com destreza e coragem, manejando suas espadas, os mosqueteiros encantam e namoram as mulheres que encontram ao longo de sua jornada. Dumas combina história e imaginação, escrevendo um romance no qual a hostilidade desafia a coragem, e o bem vence!
Embarque nestas inesquecíveis peripécias. Viva com eles o possível e o impossível.
Deixe a história reviver em você!

Sabe quando uma história está tão infiltrada na sua mente que você jura que já sabe tudo sobre ela? Isso acontece com a maioria dos clássicos. É por isso que gosto tanto de lê-los e conhecer as “verdadeiras” histórias por trás de obras tão intrínsecas no imaginário popular. E esse é o caso de Os Três Mosqueteiros.

Continuar lendo

Resenha|Diga Sim ao Marquês

9ib8ycu

Título: Diga Sim ao Marquês

Autora: Tessa Dare

Editora: Gutemberg

Série: Castles Ever After

nº de pgs: 288

Sinopse: Vossa Excelência está convidada a comparecer ao romântico castelo Twill para celebrar o casamento da senhorita Clio Whitmore e… e…?
Aos 17 anos, Clio Whitmore tornou-se noiva de Piers Brandon, o elegante e refinado Marquês de Granville é um dos mais promissores diplomatas da Inglaterra. Era um sonho se tornando realidade! Ou melhor, um sonho que algum dia talvez se tornasse realidade… Oito anos depois, ainda esperando o noivo marcar a data do casamento, Clio já tinha herdado um castelo, tinha amadurecido e não estava mais disposta a ser a piada da cidade. Basta! Ela estava decidida a romper o noivado. Bom… Isso se Rafe Brandon, um lutador implacável e irmão mais novo de Piers, não conseguir impedi-la. Rafe, apesar de ser um dos canalhas mais notórios de Londres, prometeu ao irmão que cuidaria de tudo enquanto ele estivesse viajando a trabalho. Isso incluía não permitir que o Marquês perdesse a noiva. Por isso, está determinado a levar adiante os preparativos para o casamento, nem que ele mesmo tenha que planejar e organizar tudo. Mas como um calejado lutador poderia convencer uma noiva desiludida a se casar? Simples: mostrando-lhe como pode ser apaixonante e divertido organizar um casamento. Assim, Rafe e Clio fazem um acordo: ele terá uma semana para convencê-la a dizer “sim” ao Marquês. Caso contrário, terá que assinar a dissolução do noivado em nome do irmão. Agora, Rafe precisa concentrar seus punhos e sua força em flores, bolos, música, vestidos e decorações para convencer Clio de que um casamento sem amor é a escolha certa a se fazer. Mas, acima de tudo, ele precisa convencer a si mesmo de que não é ele que vai beijar aquela noiva.

Leve e divertido, mas que não chegou a me surpreender.

Continuar lendo

Resenha – Menina Má (livro e filme)

menina-ma-capa-darkside

Título: Menina Má

Autor: William March

Editora: DarkSide Books

nº de pgs: 272

Sinopse: Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.
Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, começa a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.
MENINA MÁ é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.

Quem não adora uma boa história de psicopatas?

Continuar lendo

Resenha| A Indomável Sofia

hydh792

Título: A Indomável Sofia

Autora: Georgette Heyer

Editora: Record

Livro único

nº de pgs: 406

Sinopse: Sofia Stanton-Lacy é alegre, impulsiva e de uma franqueza desconcertante, características que não combinam com o que se espera de uma mulher em sua posição na sociedade londrina do início do século XIX. Educada durante as viagens de seu pai, órfã de mãe, ela chega à casa de sua tia em Berkeley Square para derrubar as convenções e surpreender a todos com seus modos independentes e sua língua afiada. E Sophy parece ter chegado no momento certo: seus primos estão com muitos problemas.
O tirânico Charles está noivo de uma jovem tão maçante quanto ele, já Cecilia está apaixonada por um poeta, e Hubert tem sérios problemas financeiros. A prima recém-chegada decide então ajudar a todos com sua determinação e impetuosidade. Embora sejam sempre mirabolantes e arriscados, seus planos sempre dão certo e tudo parece estar sob seu controle. O que ela não espera, porém, é que seu primo Charles, que aparentemente não vê a hora de arrumar um marido para ela, de repente passa a enxergá-la com outros olhos…

Com a Sophy não se pode esperar nada menos do que tiro, porrada e bomba… quase que literalmente…

Continuar lendo

Resenha Dupla – A Queda de Atlântida

efeito

Título: A Queda de Atlântida – Teia de Luz e Teia de Trevas

Autora: Marion Zimmer Bradley

Editora: Círculo do Livro

Série: O Ciclo de Avalon – vol 01 e vol. 02

Sinopse: A história de duas irmãs, Deoria e Domaris, filhas de Sumo Sacerdote Talkannon, dos seus amores, dos seus ódios, dos seus prazeres e sofrimentos e da forma como, tendo escolhido caminhos diferentes, por vezes opostos, vivem os seus dias e desempenham um papel fulcral na batalha que, apesar de invisível, se trava dia e noite pelo futuro do Mundo. Mas mais importante que qualquer destino ou karma, o que está em jogo é o futuro do próprio Mundo, pois da batalha mortal que se trava entre as Trevas e a Luz e do seu desenlace poderá resultar a queda da própria Atlântida.

Iniciando a primeira parte para a jornada a caminho das terras de Avalon.

Continuar lendo