Resenha| Os Mistérios de Sir Richard

9788580416688

Título: Os Mistérios de Sir Richard

Autora: Julia Quinn

Editora: Arqueiro

Série: Smythe-Smith 04

n de pgs: 272

Sinopse: Sir Richard Kenworthy tem menos de um mês para encontrar uma esposa.
Ele sabe que não pode ser muito exigente, mas quando vê Iris Smythe-Smith se escondendo atrás de seu violoncelo no musical anual das Smythe-Smith, Richard acha que conheceu alguém muito valiosa.
Ela é o tipo de mulher que passa despercebida até a realização de um segundo ou terceiro olhar de outra forma. Mas há algo nela abaixo da superfície, algo quente e ele sabe que ela é única. Iris Smythe-Smith…Ela está acostumada a ser subestimada, com seu cabelo claro e tranquila, mas há uma personalidade astuta que ela tende a esconder, e ela gosta dessa forma. Então, quando Richard Kenworthy se aproxima com galanteios e flertes, parece suspeito.
Dando a impressão de um homem que se rende ao amor, mas ela. não pode acreditar que tudo é verdade. Quando sua proposta de casamento se torna uma situação comprometedora obrigatória, você não pode deixar de pensar que há algo escondido por trás disso. . . mesmo que o seu coração diz sim.

Bora terminar essa série, porque a Arqueiro está lançando os livros da Julia Quinn como se o mundo fosse acabar amanhã!

Iris é a última das primas Smythe-Smith que conhecemos no primeiro livro da série e ela sempre me chamou atenção por ser a mais objetiva, sarcástica e de língua ferina. Ou seja, sempre gostei da garota. Em Os Mistérios de Sir Richard, ela vai ter de usar toda sua sagacidade para lidar com a situação em que foi colocada.

Isso porque Richard precisa de uma esposa e ao conhecer Iris decide que a moça será perfeita, entretanto, ele não lhe dá uma chance de decidir por sim mesma. Richard não conta a Iris a razão de precisar casar tão rápido, mesmo se sentindo culpado por colocá-la no meio de um problema do qual ela não tinha absolutamente nada a ver.

O segredo de Richard só é revelado lá pelas últimas 100 páginas e sim, é algo que nos deixa com muita raiva dele. Eu mesma, no lugar de Iris, teria pego a primeira carruagem e ido embora, mas até aí sou escorpiana xp. Porém o que mais dá raiva é que todos pensam em umas 20 soluções melhores que a de Richard, mas ele é super teimoso. De qualquer forma, ele acaba se redimindo, por isso gostei muito do casal.

No livro anterior reclamei que os protagonistas não tiveram tempo de ter o relacionamento bem desenvolvido e neste livro é justamente o contrário. Depois que a bomba explode, tudo é conversado e solucionado entre os dois. Na verdade, acho que Iris e Richard foram o casal mais bem construído de toda a série e isso fez com que eu gostasse bastante do livro. Os diálogos deles são super sarcásticos e Richard (apesar da má intenção inicial) é um fofo, além de que Iris foi uma ótima personagem, pegando a situação pelas rédeas e resolvendo tudo. Go go girl.

Infelizmente a família Smythe-Smith não aprece tanto, adoro a dinâmica de tantos primos e tios e tias, mas quando aparecem fazem valer à pena. Finalmente a peça de Henrique VIII e o Unicórnio é apresentada e é a cena mais hilária de toda a série!

Julia Quinn foi corajosa a apresentar um mocinho que pode gerar muito ódio, e tenho certeza que muitos leitores não o perdoaram, mas como sempre, ela nos dá personagens bastante humanos e cheios de defeitos, mas tudo isso com feito com muita sensibilidade e humor para que nada fique melodramático ou inverosímel. Pode mandar mais Julia pra gente, Arqueiro!

Nota: 4/5

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s