Resenha| Winter

winter

Título: Winter

Autora: Marissa Meyer

Editora: Rocco

Série: Crônicas Lunares – 04

nº de pgs: 688

Sinopse: Bestseller do The New York Times, a série Crônicas Lunares conquistou os leitores com sua releitura high-tech de contos de fadas tradicionais. Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas. Na trama, a princesa Winter vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas Winter não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de ini¬ciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo. Será que Cinder, Scarlet, Cress e Winter podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?

Eu enrolei muito para pegar esse livro, porque não queria acabar essa série que amo tanto e me despedir dos personagens. Mas o momento de lê-lo chegou e gente… que desfecho incrível! Por mim, só dizia isso e acabava a resenha aqui mesmo, mas vamos lá explicar melhor essa história.

~ Contém spoilers dos livros anteriores ~

Continuar lendo

Anúncios

Resenha| Scarlet

b69092a8-665e-4e55-848b-57a7e825b7d7scarlet_cronicaslunares2

Título: Scarlet

Autora: Marissa Meyer

Editora: Rocco

Série: As Crônicas Lunares

nº de pgs: 480

Sinopse: Depois de Cinder, estreia de sucesso de Marissa Meyer e primeiro volume da série As Crônicas Lunares, que chegou ao concorrido ranking dos mais vendidos do The New York Times, a autora está de volta com mais um conto de fadas futurista. Scarlet, segundo livro da saga, é inspirado em Chapeuzinho Vermelho e mostra o encontro da heroína ciborgue que dá nome ao romance anterior com uma jovem ruiva que está em busca da avó desaparecida. Em uma trama recheada de ação e aventura, com um toque de sensualidade e ficção científica, Marissa Meyer prende a atenção dos leitores e os deixa ansiosos pelos próximos volumes da série.

O segundo livro de uma série costuma ser o pesadelo de todo leitor, pois é mais do que comum cair muito a qualidade vista no primeiro. Mas eu fico super feliz em contar que Scarlet é um ótimo exemplo de que nem sempre isso acontece.

Continuar lendo

Resenha| Cinder

cinder_1365691770b

Título: Cinder

Autora: Marissa Meyer

Editora: Rocco

Série: Crônicas Lunares – 01

nº de pgs: 448

Sinopse: Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.

Quase aos 45 minutos de segundo tempo, Cinder chegou para se tornar uma das melhores leituras de 2016. O que dizer sobre esse livro? Abaixa que é tiro!

Continuar lendo

Leituras de Julho + Balanço da Maratona Literária de Inverno 2016.

pixlr.jpg

E não é que eu consegui ler bastante e cumprir as categorias da maratona?

O Rei do Inverno: livro da categoria encalhado há mais de um ano na estante. Pois é, o livro tava lá parado, mas fui super na expectativa, porque nunca tinha lido Bernard Cornewl e era livro histórico e era sobre o rei Arthur! Como dar errado? Pois é. Deu. Achei a leitura meio entediante.

Não Pare!livro da categoria hype. É um Young Adult com uma mitologia completamente diferente e um ritmo frenético. Foi uma leitura viciante.

Uma Noite para se Entregar: adoro romances de época e recentemente conheci a autora Tessa Dare e quero ler tudo dela! Esse é o primeiro livro da série Spindle Cove. É divertidíssimo e com protagonistas apaixonantes.

Vocação para o Mal: o terceiro livro da série do detetive Cormoran Strike o melhor até agora. Sério, cadê o próximo? Um dos melhores do mês.

A Maldição do Vencedor: Livro da categoria Outros Mundos. Não costumo gostar se distopias, então foi uma surpresa eu ter adorado esse livro, super viciante.

Tito Andrônico: a peça do mês para o projeto #AgoraVaiShakespeare. Foi bem ruim, tanto que não tive vontade de fazer resenha. Mas já esperava, pois essa é a.peça menos querida do Bardo.

Coração?: os livros da série o Protetorado da Sombrinha são sempre divertidos e esse com certeza foi um dos melhores. – A resenha sai em breve.

A Árvore da Mentira: esse livro cumpriu a última categoria que era diversidade, conhecer outras culturas. A trama se passa na Inglaterra vitoriana e a autora nos transmite muito bem a condição feminina da época, quando a mulher era praticamente invisível. Uma mistura de romance histórico, thriller de investigação e realismo fantástico. – A resenha sai em breve.

Resenha – A Maldição do Vencedor

amaldicao_capa

Título: A Maldição do Vencedor

Autora: Marie Rutkoski

Editora: Plataforma21

Série: Trilogia do Vencedor – 01

nº de pgs: 328

Sinopse: Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai – o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida… As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas. A Maldição do Vencedor é um verdadeiro triunfo lírico no universo das narrativas fantásticas. Com sua escrita poderosa, Marie Rutkoski constrói um épico de beleza indômita. Em um mundo dividido entre o desejo e a escolha, o dominador e o dominado, a razão e a emoção, de que lado você permanecerá?

Continuar lendo