Resenha| A Melodia Feroz

1625e6988432f34b937022c456b94ab2

Título: A Melodia Feroz

Autora: V.E. Schwab

Editora: Seguinte

Série: Monstros da Violência – 01

nº de pgs: 368

Sinopse: Kate Harker e August Flynn vivem em lados opostos de uma cidade dividida entre Norte e Sul, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Eles são filhos dos líderes desses territórios inimigos e seus objetivos não poderiam ser mais diferentes. Kate sonha em ser tão cruel e impiedosa quanto o pai, que deixa os monstros livres e vende proteção aos humanos. August também quer ser como seu pai: um homem bondoso que defende os inocentes. O problema é que ele é um dos monstros, capaz de roubar a alma das vítimas com apenas uma nota musical. Quando Kate volta à cidade depois de um longo período, August recebe a missão de ficar de olho nela, disfarçado de um garoto comum. Não vai ser fácil para ele esconder sua verdadeira identidade, ainda mais quando uma revolução entre os monstros está prestes a eclodir, obrigando os dois a se unir para conseguir sobreviver.

Distopia? Fantasia Urbana? Jovem Adulto? Eu não sei bem como classificar esse livro, eu só sei que gostei demais!

Continuar lendo

Anúncios

Resenha| Winter

winter

Título: Winter

Autora: Marissa Meyer

Editora: Rocco

Série: Crônicas Lunares – 04

nº de pgs: 688

Sinopse: Bestseller do The New York Times, a série Crônicas Lunares conquistou os leitores com sua releitura high-tech de contos de fadas tradicionais. Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas. Na trama, a princesa Winter vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas Winter não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de ini¬ciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo. Será que Cinder, Scarlet, Cress e Winter podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?

Eu enrolei muito para pegar esse livro, porque não queria acabar essa série que amo tanto e me despedir dos personagens. Mas o momento de lê-lo chegou e gente… que desfecho incrível! Por mim, só dizia isso e acabava a resenha aqui mesmo, mas vamos lá explicar melhor essa história.

~ Contém spoilers dos livros anteriores ~

Continuar lendo

Resenha| Scarlet

b69092a8-665e-4e55-848b-57a7e825b7d7scarlet_cronicaslunares2

Título: Scarlet

Autora: Marissa Meyer

Editora: Rocco

Série: As Crônicas Lunares

nº de pgs: 480

Sinopse: Depois de Cinder, estreia de sucesso de Marissa Meyer e primeiro volume da série As Crônicas Lunares, que chegou ao concorrido ranking dos mais vendidos do The New York Times, a autora está de volta com mais um conto de fadas futurista. Scarlet, segundo livro da saga, é inspirado em Chapeuzinho Vermelho e mostra o encontro da heroína ciborgue que dá nome ao romance anterior com uma jovem ruiva que está em busca da avó desaparecida. Em uma trama recheada de ação e aventura, com um toque de sensualidade e ficção científica, Marissa Meyer prende a atenção dos leitores e os deixa ansiosos pelos próximos volumes da série.

O segundo livro de uma série costuma ser o pesadelo de todo leitor, pois é mais do que comum cair muito a qualidade vista no primeiro. Mas eu fico super feliz em contar que Scarlet é um ótimo exemplo de que nem sempre isso acontece.

Continuar lendo

Resenha| Cinder

cinder_1365691770b

Título: Cinder

Autora: Marissa Meyer

Editora: Rocco

Série: Crônicas Lunares – 01

nº de pgs: 448

Sinopse: Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.

Quase aos 45 minutos de segundo tempo, Cinder chegou para se tornar uma das melhores leituras de 2016. O que dizer sobre esse livro? Abaixa que é tiro!

Continuar lendo

Leituras de Julho + Balanço da Maratona Literária de Inverno 2016.

pixlr.jpg

E não é que eu consegui ler bastante e cumprir as categorias da maratona?

O Rei do Inverno: livro da categoria encalhado há mais de um ano na estante. Pois é, o livro tava lá parado, mas fui super na expectativa, porque nunca tinha lido Bernard Cornewl e era livro histórico e era sobre o rei Arthur! Como dar errado? Pois é. Deu. Achei a leitura meio entediante.

Não Pare!livro da categoria hype. É um Young Adult com uma mitologia completamente diferente e um ritmo frenético. Foi uma leitura viciante.

Uma Noite para se Entregar: adoro romances de época e recentemente conheci a autora Tessa Dare e quero ler tudo dela! Esse é o primeiro livro da série Spindle Cove. É divertidíssimo e com protagonistas apaixonantes.

Vocação para o Mal: o terceiro livro da série do detetive Cormoran Strike o melhor até agora. Sério, cadê o próximo? Um dos melhores do mês.

A Maldição do Vencedor: Livro da categoria Outros Mundos. Não costumo gostar se distopias, então foi uma surpresa eu ter adorado esse livro, super viciante.

Tito Andrônico: a peça do mês para o projeto #AgoraVaiShakespeare. Foi bem ruim, tanto que não tive vontade de fazer resenha. Mas já esperava, pois essa é a.peça menos querida do Bardo.

Coração?: os livros da série o Protetorado da Sombrinha são sempre divertidos e esse com certeza foi um dos melhores. – A resenha sai em breve.

A Árvore da Mentira: esse livro cumpriu a última categoria que era diversidade, conhecer outras culturas. A trama se passa na Inglaterra vitoriana e a autora nos transmite muito bem a condição feminina da época, quando a mulher era praticamente invisível. Uma mistura de romance histórico, thriller de investigação e realismo fantástico. – A resenha sai em breve.

Resenha – A Maldição do Vencedor

amaldicao_capa

Título: A Maldição do Vencedor

Autora: Marie Rutkoski

Editora: Plataforma21

Série: Trilogia do Vencedor – 01

nº de pgs: 328

Sinopse: Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai – o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida… As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas. A Maldição do Vencedor é um verdadeiro triunfo lírico no universo das narrativas fantásticas. Com sua escrita poderosa, Marie Rutkoski constrói um épico de beleza indômita. Em um mundo dividido entre o desejo e a escolha, o dominador e o dominado, a razão e a emoção, de que lado você permanecerá?

Continuar lendo